sábado, 10 de janeiro de 2015

Trilhão 10 de Janeiro



Fomos convidados pelo grupo de “Trilheiros da Pranchada” para participar deste trilhão que também foram convidados o pessoal do SÓNOBARRO e também o grupo de Trilheiros “Bar do Mirão” a soma destes 3 grupos deu 35 motos, mais o pessoal de Pranchada juntamos quase 50 motos para a brincadeira. Saímos as 13h30 do Posto BR COTRIMAIO com a temperatura ambiente em torno dos 36 graus mais as roupas e equipamentos parecia que estava a 50 graus, fomos por algumas trilhas até Pranchada onde chegamos pelas 14h30, ali nos juntamos com os trilheiros do local e fomos para as Trilhas costeando o Rio Buricá até na barra onde este Rio desemboca no Rio Uruguai, e lá estava o Nyland nos esperando com um suculento churrasco e ceva gelada, mas antes disso aconteceram alguns imprevistos, logo ao entrar na primeira trilha lá estava a marca da última enchente do dia 31 de dezembro, lama de palmo e meio, ao receber o convite já alertei ao pessoal que estaria difícil de passar mas não me deram crédito, eu estava quase no final da turma pelo motivo de ter ficado para fechar uma porteira, ao chegar no barro avisei aos demais que eu iria contornar esta trilha pela estrada até Pranchada pois sabia como seria difícil e desgastante passar por aquele local, aí juntamos 6 do VIRACO mais 6 do SÓNOBARRO e retornamos a estrada. O pessoal que foi pela costa levou 2 horas para percorrer um pouco mais de 2km de trilha, só passava se ajudando, um piloto começou a vomitar de cansado, outros na saída desta trilha foram atacados por abelhas e tiveram que se abrigar num açude próximo, ficando só com a cabeça de fora, pena que ninguém tinha fotografado, seria cômico ver esta situação. Apesar de terem passado todo este sufoco inventaram de pegar mais uma trilha costeando o Rio com barro de enchente, aí foi de “moer” o povo, enquanto isso nosso grupo de 12 estava num bar em Pranchada refrescando a guela e decidimos por unanimidade também desviar as próximas 2 trilhas que o outro grupo estava programado a enfrentar. Nosso grupo aproveitou o tempo adiantado com os que estavam atolados e seguiram por trilhas que conheciam em não ter tranqueira chegamos até a desatolar um caminhão de pescadores que não conseguia sair do lugar, em seguida visitamos uma cascatinha e dar uma descansada e molhar o corpo para tirar o calor, ao sair deste local começou uma bela chuva, refrescando de vez a turma e para surpresa nossa a enchente dali em diante deixou muitas árvores na trilha, aí ficamos imaginando a turma que estava bem atrás de nós como estava sofrendo naquelas trilhas e iriam passar nestas também, bom dali em diante as fotos falam por si e as imagens também, chegamos no local do churrasco as 17h00 mais umas fotos da bela paisagem e as 18h30 largamos de volta pelas trilhas é logico. A outra turma parece que começaram a chegar no local do churrasco depois da 19h00 e retornaram lá pelas 22h00, ufa, esta trilha foi show!

Para ver as fotos clique aqui