quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Você sabia que o enduro está tomando conta de nosso país? É... Mas o que é enduro? Quais suas modalidades?




O termo enduro surgiu para transformar passeios em verdadeiras competições. Os participantes do enduro necessitam de agilidade, velocidade e preparo físico. Em competições, vence o piloto que concluir o percurso com o menor tempo. O enduro é classificado em três modalidades, onde as mesmas são realizadas em locais fechados ao tráfego normal, podendo haver em alguns momentos descolamento por vias públicas, neste caso ficam valendo as leis de transito local. Todo piloto deve ter consciência em trechos de descolamento, pensar em sua segurança e na segurança das demais pessoas. Faça sol ou chuva os pilotos querem mesmo é participar. Você sabe difirenciar Cross-country, Enduro FIM e Enduro de Regularidade? Veja a diferença entre essas modalidades:
Cross-country - Prova realizada em circuitos fechados, variando entre 3 a 15 km de extensão e com uma média total de 40 km percorridos. Vence a etapa o piloto que conseguir completar o maior número de voltas no tempo estipulado pelo organizador. As categorias são distribuídas de acordo com a moto e cilindradas em função do tipo de motocicleta (motos de baixo a alto custo com cilindradas de 125cc até 650cc), tendo em média 10 categorias.

Enduro FIM – Prova realizada em circuitos abertos, com uma média de 35 km. Os pilotos realizam de 3 a 4 voltas por dia de prova, totalizando algo entre 120 e 160 km por etapa. Uma prova de Enduro Fim não pode ultrapassar 200 km percorridos. Em média, cada volta é completada em aproximadamente 01h30 (dependendo do grau de dificuldade e condições climáticas). A cada volta normalmente o piloto encontrará:

ET (Enduro Teste): são trechos onde os pilotos têm seus tempos de percurso cronometrados.
CH (Controle de Horários): onde são registradas a passagens dos pilotos, durante seu deslocamento, após a etapa do Enduro Teste.

CT (Cross Teste): são trechos onde os pilotos têm seus tempos de percurso cronometrados realizados sempre onde é possível ter assistência pública.
XT (Extreme Test): semelhante ao CT, porém diferencia-se pelo grau de dificuldade. Os pilotos têm seus tempos registrados em todas as passagens pelos PCs (pontos de controle) de maneira eletrônica ou manual. Vence a etapa o piloto que realizar todos os testes cronometrados (ET, CT e XT) no menor tempo e cumpra rigorosamente seus horários pré-estabelecidos nos CHs.


Enduro de Regularidade – Prova realizada em circuitos abertos, com uma média de 130 km de extensão. Para participar da modalidade são exigidos alguns equipamentos como o road book (computador de bordo) e o cronometro. Andar em alta velocidade não é o fator principal na modalidade, e sim a interpretação correta da planilha, tais como: distância, velocidade exata em cada trecho e dicas importantes para o piloto, pois diferente das outras modalidades, ele deverá fazer o percurso na velocidade que a planilha indicar, independente do tipo do terreno que for trafegar tanto em um trecho de velocidade controlada quanto durante o deslocamento. Por todo o percurso são registradas as passagens dos pilotos, pelos PCs que ficam escondidos em pontos estratégicos do percurso. Quando um piloto passa por um PC, é cronometrada a hora, minuto e segundo que o piloto passou pelo controle. Vence aquele que tiver a menor quantidade de pontos perdidos registrados nos PCs. As provas podem ser disputadas em 6 categorias: MASTER, SENIOR, OVER 40, OVER 50 , JUNIOR e NOVATOS, e têm duração média de 5 a 8 horas.